Salvo indicação contrária, todas as imagens e texto, aqui apresentados são da autoria de David Guimarães. A utilização de imagens, texto na íntegra ou excertos, sem autorização expressa do Autor é proibida.


Unless otherwise indicated, all text and images presented here are by David Guimarães. The use of images, full text or excerpts without express permission of the author is prohibited.

sábado, 30 de Abril de 2011

Pequenino...

Um Sapinho-de-verrugas-verdes Pelodytes punctactus esconde-se por entre a manta morta da Mata Nacional Dunas de Vagos, este é o mais pequeno dos anuros europeus.

quarta-feira, 27 de Abril de 2011

Predação...

Uma enorme larva de Myrmeleon formicarius mimeticamente confunde-se com o fundo arenoso da duna primária na praia do Areão.

sábado, 23 de Abril de 2011

Disputas amorosas...

Dois machos de Pato-real Anas platyrhinchos disputam a atenção de uma fêmea.

segunda-feira, 18 de Abril de 2011

Varrimentos palustres...

Um varrimento fotográfico sobre Phragmites australis...

segunda-feira, 11 de Abril de 2011

Apologia da simplicidade...

Parque Natural Douro Internacional

terça-feira, 5 de Abril de 2011

O Corredor de fundo...

Este corredor de fundo, o Pilrito-das-praias Calidris alba, percorre as praias todo o país durante o Inverno, mas para além de não parar de correr ao sabor das vagas, é acima de tudo um viajante de fundo que inverna a milhares de quilómetros dos locais onde nidifica.

sábado, 2 de Abril de 2011

Património Natural de Vagos

Este blog apresenta uma série de artigos, autoria de David Guimarães, que retratam a complexidade dos ecossistemas naturais que encontramos em Vagos e a forma como a interacção humana, sendo o homem parte integrante do mundo natural, modelam e condicionam a fauna e flora do concelho.

Areia, mar e dunas, clique aqui, conduz-nos por uma viagem guiada pelos ecossistemas de duna primária bem como pela região intertidal do concelho.

Mata Nacional Dunas de Vagos, clique aqui, leva-nos a conhecer uma Mata que foi criada pelo o homem com intuito de salvaguardar populações humanas, criar riqueza e como consequência do plantio duma espécie autóctone, Pinheiro-bravo Pinus pinaster, aumentou exponecialmente a biodiversidade existente na área.

Fauna do concelho de Vagos, clique aqui, apresenta uma lista acualizada, tendo por base um levantamento realizado pelo próprio autor, tendo como pressupostos e bases as técnicas e métodos empregues em trabalhos científicos do género.