Salvo indicação contrária, todas as imagens e texto, aqui apresentados são da autoria de David Guimarães. A utilização de imagens, texto na íntegra ou excertos, sem autorização expressa do Autor é proibida.


Unless otherwise indicated, all text and images presented here are by David Guimarães. The use of images, full text or excerpts without express permission of the author is prohibited.

quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2013

Morte cinzenta \ Greyish death


Perpetuando um interminável ciclo vida e morte, as agulhas de Pinheiro-bravo Pinus pinaster decompoem-se lentamente na areia branca, que outrora havia sido mar. O Pinheiro, jaz caído no chão já há alguns anos, apodrecendo e libertando valiosa matéria orgânica que enriquecerá a estéril sílica. A duna,de Pinheiro plantada por homens, deixou de ser duna branca, livre e indómita, é agora duna cinzenta (ou florestada), presa e controlada; mas plena de vida...

Perpetuating an endless of cycle life and death, the needles of Maritime Pine Pinus pinaster decomposes slowly on the white sand, that had once been in sea. The Pine tree, lies fallen on the ground floor for some years now, rotting and releasing valuable organic matter that enriches the barren silica. The dune, planted with Pine by men, is no longer white, free and indomitable, is now grey dune (or forested), trapped and controlled; but full of life ...

Sem comentários: